21/09/2011 | por cleber

Categorias: Últimas Notícias

Abertas inscrições para a 2ª Audiência Púbica do plano de resíduos sólidos


Os interessados em participar da segunda Audiência Pública relativa à construção do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, que será realizada em Curitiba (PR), têm até o dia 30 de setembro para se inscrever. A audiência da Região Sul está marcada para os dias 4 e 5 de outubro e será realizada na Federação das Indústrias do Estado do Paraná, na rua Comendador Franco, 1.341 – Jardim Botânico.

As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico do Ministério do Meio Ambiente (www.mma.gov.br). Serão aceitas inscrições em três categoriais: Governo, empresariado e movimentos sociais.

As audiências públicas têm por objetivo garantir a participação da sociedade na montagem do plano de resíduos sólidos. A primeira delas – a da região Centro-Oeste – foi realizada em Campo Grande, nos dias 13 e 14 de setembro.

Em cada uma das regiões serão apresentados e debatidos seis temas previamente escolhidos. No momento da inscrição, o interessado deve optar em participar das discussões entre os seguintes temas: Resíduos Sólidos Urbanos e Inclusão de Catadores de Materiais Recicláveis; Resíduos de Serviços de Saúde, Portos, Aeroportos e Terminais Rodoviários; Resíduos Industriais; Resíduos de Mineração; Resíduos Agrossilvopastoris; e Resíduos da Construção e Demolição.

Ainda no mês do outubro estão previstas as audiências da Região Sudeste (São Paulo), Nordeste (Recife) e Norte (Belém). O processo termina com um encontro em Brasília, agendado para o dia 30 de novembro e 1º de dezembro.

No documento-base a ser utilizado nestas discussões estão previstas diretrizes e metas para o aproveitamento energético; a eliminação e recuperação de lixões; a redução, reutilização e reciclagem com o objetivo de reduzir a quantidade de resíduos descartados. Deverão também ser estabelecidos programas, projetos e ações; normas para acesso aos recursos da União; medidas para incentivar e viabilizar a gestão regionalizada; normas e diretrizes para destinação final de rejeitos e os meios para o controle da fiscalização.

Fonte: Suelene Gusmão/ MMA




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>